White-browed Shortwing - male

Doi Inthanon National Park – O retorno!

Em Abril estivemos no Parque Nacional Doi Inthanon, no norte da Tailândia, pela primeira vez. Como contei aqui no blog, o lugar é fantástico mas saí de lá querendo mais. Felizmente agora em Junho tive a oportunidade de voltar e a experiência não poderia ter sido mais diferente. Nosso guia, Mr Uthai, nos mostrou uma grande variedade de aves. Muitas delas são espécies que só podem ser encontradas em ambientes de altitude, acima de 2.000 metros.

observando aves na tailândia

Mr Uthai me mostrando um monte de bicho bonito! Foto: Victor Skrabe

A primeira parada foi logo após a segunda (?) portaria. De cara encontramos o azulíssimo Large Nilvata, pousado nos fios de alta tensão ao lado da estrada. Ele estava tão concentrado em sua busca por insetos que parecia nem tomar conhecimento de nossa existência. Deu pra chegar perto, tirar dezenas de fotos e curtir muito o bicho. De vez em quando ele voava, pegava uma mariposa e parava em um novo poleiro. Logo depois descobrimos o filhotão, com a plumagem ainda marrom, apenas a cauda azul.

Large Nilvata - macho

Large Nilvata (Nilvata grandis), macho.

Large Nilvata, jovem

Large Nilvata (Nilvata grandis), jovem. Foto: Victor Skrabe

Pertinho dali vimos também seu parente próximo, o Small Nilvata. Este não deu pra fotografar, é muito mais tímido que sua versão grande e logo voou para o meio das árvores.

Nesta mesma localização vimos um grande bando de Ashy-throated Warblers, um solitário Speckled Piculet, um casal de Grey-chinned Minivets (o macho é vermelho, a fêmea amarela), muitos Streaked Spiderhunters e um Chestnut-vented Nuthatch. No alto, de vez em quando, passava voando uma Mountain Imperial-pigeon.

Ashy-throated Warbler

Ashy-throated Warbler (Phylloscopus maculipennis)

Esse aí da foto abaixo foi um pouco mais difícil de ver. A gente ouvia mas ele estava escondido na vegetação. Precisou de um pouco de playback (reprodução de uma gravação de seu canto) para que ele finalmente se exibisse um pouco, ainda que rapidamente.

Spectacled Barwing

Spectacled Barwing (Actinodura ramsayi). Foto: Victor Skrabe

Segunda parada: um restaurante no meio da estrada. As flores do jardim atraiam alguns Green-tailed Sunbirds. A subespécie que ocorre no Doi Inthanon é endêmica desta região. Pena que não consegui fotografar o macho… ele é completamente diferente da fêmea: azul, amarelo e vermelho.

Green-tailed Sunbird, fêmea

Green-tailed Sunbird (Aethopyga nipalensis angkanensis), fêmea

Nos arbustos ao redor do estacionamento do restaurante encontramos uma grande variedade de pequenos pássaros, todos muito ocupados procurando alimento. Alguns desciam até o chão para pegar grãos de arroz, como o Bar-throated Minla e o Rufous-winged Fulvetta.

Grey-cheeked Fulvetta

Grey-cheeked Fulvetta (Alcipe fratercula)

Bar-throated Minla

Bar-throated Minla (Chrysominla strigula)

Rufous-winged Fulvetta

Rufous-winged Fulvetta (Pseudominla castaneceps)

Já a pequena Yellow-bellied Fantail realizava as manobras mais incríveis em sua busca por insetos.  Uma exímia caçadora!

Yellow-bellied Fantail

Yellow-bellied Fantail (Chelidorhynx hypoxantha)

Terceira parada: subimos até o ponto mais alto do parque. Como da outra vez encontramos ali alguns casais de White-browed Shortwing (o pássaro preto da capa deste post) e vários Silver-eared Laughingthrushes.

Quarta parada: almoço. E quem disse que birdwatcher consegue almoçar num lugar desses? Logo ao lado do restaurante, dentro do parque, havia uma árvore enorme carregada de frutinhos. Entre uma garfada e outra deu para registrar um Black-throated Sunbird, vários Oriental White-eyes, três espécies de Bulbuls e um coloridíssimo macho de Fire-breasted Flowerpecker.

Black-throated Sunbird

Black-throated Sunbird (Aethopyga saturata)

Fire-breasted Flowerpecker, macho

Fire-breasted Flowerpecker (Dicaeum ignipectus), macho

Grey-eyed Bulbul

Grey-eyed Bulbul (Iole propinqua). Foto: Victor Skrabe

Este White-eye da foto abaixo chamou nossa atenção. O pé direito estava machucado e ele só se apoiava no outro pé. Mesmo assim ele era muito ágil e se virava super bem!

Oriental White-eye

Oriental White-eye (Zosterops palpebrosus)

Fica meu agradecimento ao Mr Uthai pela ótima experiência que tivemos no parque. Não me lembro de ter conhecido um guia mais entusiasmado. Depois do almoço ele ainda nos levou até alguns pontos de Chiang Mai (cidade onde estamos morando) para passarinhar mais um pouco. Mas as aves de Chiang Mai vão ficar para o próximo post