Estación Biológica Wayqecha

Estación Biológica Wayqecha

Último relato das minhas passarinhadas pelo Peru. Este passeio foi organizado pelo pessoal do IX Congresso de Ornitologia Neotropical. O lugar é lindo, mas como foi difícil chegar lá! Foram quatro horas de ônibus, numa estrada praticamente a beira de um precipício. A cada curva uma aventura! Se fiquei morrendo de medo na ida, com o dia amanhecendo, imaginem a volta num breu completo… Enfim, sobrevivemos!

A Estación Biológica de Wayqecha é uma instalação bem bacana para pesquisa científica, dentro do Parque Nacional del Manu. O parque é enorme, abrangendo vários fitofisionomias. A estação localiza-se num ponto bem interessante, onde ocorre uma transição entre a vegetação mais seca, característica de montanha, e uma vegetação mais úmida, típica de florestas tropicais. Assim, numa caminhada de apenas meia hora, conforme fomos descendo em direção ao vale, mais úmida e densa ficava a floresta. Algo muito bonito de se observar.

Turdus fuscater

Zorzal-grande (Turdus fuscater)

Logo na chegada foi possível avistar várias aves, como o Zorzal-grande, que eu já conhecia lá da Trilha Inca. Outras facilmente observadas foram o Pincha-flor-de-garganta-negra (Diglossa brunneiventris) e o Saltador-de-pico-dourado (Saltator aurantiirostris). Esse aí, da foto abaixo, não consegui identificar. Encontrei logo na entrada do parque.

Nao_identificado_Peru

Não identificado

Infelizmente, o resto do passeio não foi tão produtivo. Chegamos muito tarde, a passarinhada já estava amuada. Uma pena, visto que a biodiversidade da região é bem grande. Mesmo assim, a caminho das passarelas (recentemente inauguradas para observação de aves de dossel), encontramos três Pavas-andinas! Me realizei!

Penelope montagnii

Pava-andina (Penelope montagnii)

Passarela bird watching

Passarelas para observação de aves de dossel. É muito alto!!!

Voltando para a estação, depois de uma boa chuvinha, ainda deu para observar lá longe um Tangara-de-montaña-de-vientre-escarlate (Anisognathus igniventris) e um bando de agitados Tangaras-de-montaña-emcapuchada (Buthraupis montana). Impressiona o tamanho dessas aves, bem maiores que os nossos traupídeos mais comuns aqui no Brasil.

Anisognathus igniventris

Tangara-de-montaña-de-vientre-escarlate (Anisognathus igniventris)

Buthraupis montana

Tangara-de-montaña-emcapuchada (Buthraupis montana)