festival brasileiro de aves migratórias 2017

Festival Brasileiro das Aves Migratórias 2017

Nesta quinta-feira, 26 de Outubro, tem início o 13º Festival Brasileiro das Aves Migratórias em Tavares, RS. O evento, já consagrado, acontece durante a época de ano em que muitas espécies migratórias estão presentes na região e a Lagoa do Peixe fica repleta de vida!

maçaricos calidris canutus

Maçaricos-de-papo-vermelho (Calidris canutus). Foto: Roberto Fukuda

O maçarico-de-papo-vermelho, por exemplo, já está lá. Este ano a espécie foi eleita uma das embaixadoras do Dia Mundial das Aves Migratórias, pois pode ser encontrada em todo o planeta e percorre distâncias continentais. Cada subespécie (existem seis) utiliza uma rota de migração diferente. Aqui no Brasil podemos observar a subespécie rufa, que vem da América do Norte e encontra-se ameaçada de extinção.

coscoroba

Capororoca (Coscoroba coscoroba). Foto: Roberto Fukuda

O principal local de realização do evento é o Parque Nacional da Lagoa do Peixe, que tem mais de 270 espécies de aves registradas. O parque protege cerca de 34 mil hectares de mata de restinga, banhados, dunas, lagoas e praias.

trinta réis

Talha-mares e trinta-réis. Foto: João Batista Cardozo

A ave símbolo do parque é o flamingo, espécie migratória que vem do Chile e Argentina. Na Lagoa do Peixe os flamingos encontram sua principal fonte de alimento: microcrustáceos e algas, de onde eles retiram o pigmento vermelho que dá cor às penas.

flamingo chileno

Flamingo-chileno (Phoenicopterus chilensis). Foto: Roberto Fukuda

A programação do festival este ano está muito bacana, com saídas para observação de aves, curso de iniciação ao birdwatching, diversas palestras com biólogos e especialistas, além de apresentações artísticas e culturais. Vai ter até chimarreada, tchê!

Crédito da foto da capa: João-Batista Cardozo