Saí-verde macho

Observando aves no Restaurante Tropical – Recanto dos Pássaros, Ubatuba SP

Estávamos na estrada a caminho do Festival Aves de Paraty quando começamos a ver algumas placas indicando um restaurante. O nome não poderia ter chamado mais nossa atenção: Recanto dos Pássaros. Já passava do meio dia e os estômagos começavam a roncar, então resolvemos parar para conhecer o lugar.

Restaurante Tropical - Recanto dos Pássaros, Ubatuba

Logo que saí do carro fui bombardeada por algumas aves que se alimentavam de frutinhas no alto das árvores. A maioria das pessoas não deve gostar muito de sujar a roupa com cocô de passarinho, mas resolvi encarar como um bom começo. Afinal, eu estava lá para ver aves, não? E lá estavam elas, e em grande número!

O comedouro (uma grade simples, coberta de frutas) estava lotado de cambacicas. Sentamos numa mesa de frente para o comedouro e ficamos apreciando a cena. Aos poucos outras aves, que haviam se afastado com a movimentação de pessoas e cadeiras, começaram a voltar: sanhaços, saíras, sabiás, gaturamos, beija-flores. Fiz uma lista com 23 espécies durante o almoço. Pra falar a verdade eu mal consegui comer; a cada garfada eu parava para observar um novo pássaro que aparecia por lá.

Seguem algumas fotos!
(*) O passarinho da capa do post é um saí-verde (Chlorophanes spiza), que estava tomando banho numa fonte, perto do comedouro.

Muita cambacica!

É muita cambacica (Coereba flaveola) para um bebedouro só! Foto: Victor Skrabe

Saíra-de-lenço

Saíra-de-lenço, também conhecida como saíra-militar (Tangara cyanocephala). As cores estão meio exageradas por causa do flash da câmera.

Sanhaço-do-coqueiro

Sanhaço-do-coqueiro (Tangara palmarum)

Beija-flor-rajado

Beija-flor-rajado (Ramphodon naevius)

Beija-flor-de-garganta-verde

Beija-flor-de-garganta-verde (Amazilia fimbriata), outra foto com flash…

Gaturamo-verdadeiro

Gaturamo (Euphonia violacea), fêmea. O macho é azul escuro e amarelo.

O restaurante Recanto dos Pássaros fica na rodovia Rio-Santos (BR 101), km 72,5, no trecho Caraguá-Ubatuba. Não é barato, mas os pratos são bem servidos e adoramos o atendimento. Detalhe: perguntei para uma moça que trabalha lá sobre o comedouro e ela me disse que eles alimentam as aves há 30 anos!