Águia-pescadora na Unicamp

Águia-pescadora (Pandion haliaetus)

Solitária, a águia-pescadora permanece muito tempo pousada em galhos expostos. Captura peixes com os pés, que são adaptados para a pesca: a sola dos pés é rugosa (confere maior aderência) e as garras são longas e recurvadas. Após capturar a presa, a águia-pescadora orienta o peixe no sentido longitudinal, de modo que sua cabeça fique virada para a frente (como na foto acima). Isso garante maior aerodinâmica durante o voo.

A águia-pescadora é uma espécie cosmopolita, o que significa que pode ser encontrada em todos os continentes (exceto a Antártida). Os indivíduos que aparecem aqui no Brasil nasceram na América do Norte, onde a espécie se reproduz, e para cá migram para evitar o inverno rigoroso.

Nome em inglês: Osprey

Família: Pandionidae

Tamanho: 57 cm

Dimorfismo sexual: não

Alimentação: peixes e, ocasionalmente, outros pequenos vertebrados

Habitat: próximo à grandes corpos d’água

Pode ser confundida com: difícil de confundir

 


livro-32pxBibliografia consultada