Biguá secando as penas

Passarinhada urbana: Aves do Anhembi (São Paulo, SP)

Já estive muitas vezes no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo. Algumas das maiores feiras e convenções da capital paulista acontecem lá. Uma vez, querendo fugir um pouco da barulheira dentro do pavilhão, sai para caminhar e encontrei ali ao lado um espelho d’água. Para minha surpresa, povoado por muitas aves!

Descobri este refúgio de paz e tranquilidade durante a Campus Party de 2014. Este ano voltei para a 10ª edição do evento e encontrei o laguinho artificial praticamente igual. A água continua suja, mas as aves ainda não desistiram de viver ali. Ao todo contei 20 espécies. Desta vez estava munida de câmera e fiz algumas fotos:

Irerê

Irerê (Dendrocygna viduata).

Casal de ananaís (ou pé-vermelho)

Casal de ananaís (Amazonetta brasiliensis). Fêmea à esquerda, com o bico preto. Macho à direita, com o bico vermelho.

biguás

Trio de biguás (Phalacrocorax brasilianus), nadando em busca de peixes. É a espécie que ilustra a capa deste post.

Garça-branca

Garça-branca-grande (Ardea alba), pescando.

socó-dorminhoco

Socó-dorminhoco (Nycticorax nycticorax).

frango d'água

Frango-d’água (Gallinula galeata).

Frango d'água filhote

Frango-d’água filhote.

pombo-doméstico

Pombo-doméstico (Columba livia).

bem-te-vi

Bem-te-vi (Pitangus sulphuratus), fazendo um lanchinho.

Ok, mas eu falei que eram 20 espécies, né? Pra quem ficou curioso, seguem os links para as listas que registrei no e-bird essa semana: lista 1, lista 2 e lista 3.