Passarinhando em Londres

Hyde Park, Green Park, Regent´s Park, Saint James’s Park… Quantos parques há em Londres! E já que os museus e demais atrações turísticas só abrem depois das 10h, aproveitei todos os dias que passei na cidade para passarinhar pela manhã. No verão é fácil encontrar muitas aves pelos jardins. Nas árvores e arbustos, havia Robins (Erithacus rubecula), Woodpigeons (Columba palumbus), Great Tits (Parus major), Long-tailed Tits (Aegithalos caudatus), Chaffinches (Fringilla coelebs), Short-toed Treecreepers (Certhia brachydactyla) e Blackbirds (Turdus merula).

robin

Robin (Erithacus rubecula)

great tit

Great Tit (Parus major)

Pardais (Passer domesticus) não eram muito comuns nos parques. Mas as pombas-domésticas (Columba livia) dominavam os lugares onde havia maior circulação de pessoas, disputando comida com esquilos e Magpies (Pica pica). Tão mansos que vinham comer na mão. Mas quem roubava a cena eram os esquilos: lindos, fofos e muito, muito malandros! Não tem turista que resista aos seus encantos, apesar das várias placas avisando que oferecer comida para eles é proibido.

esquilo

Nos gramados, muitos Starlings (Sturnus vulgaris), em bandos enormes. A Jay (Garrulus glandarius) prefere as árvores, mas é difícil encontrá-la no meio das folhas.

sturnus vulgaris

Starling (Sturnus vulgaris)

Jay

Jay (Garrulus glandarius)

Curioso mesmo foi ver um psitacídeo naquela paisagem tão européia. O Ring-necked Parakeet (Psittacula krameri) é uma espécie nativa da África e Ásia, que foi introduzida na Europa. Sua população na Inglaterra já é estimada em aproximadamente 31.000 aves! (veja uma reportagem da BBC)

Psittacula krameri

Ring-necked Parakeet (Psittacula krameri)

Mas é nos lagos que se encontra a maior variedade de aves. Quantos anatídeos! Mallards (Anas platyrhyncus), Tufted Ducks (Aythya fuligula), Pochards (Aythya ferina), cisnes (Cygnus olor). Isso sem contar as várias espécies exóticas que compõem as coleções mantidas em semi-cativeiro nos parques, como o Snow Goose (Anser caerulescens), Red-breasted Goose (Branta ruficollis), Egyptian Goose (Alopochen aegyptiacus), Bar-headed Goose (Anser indicus), Hawaiian Goose (Branta sandvicensis) e tantos outros…

Aythya ferina

Pochard (Aythya ferina)

Aythya fuligula

Tufted Duck (Aythya fuligula)

Anser indicus

Bar-headed Goose (Anser indicus)

Branta sandvicensis

Deitado, à esquerda: Barnacle Goose (Branta leucopsis). Em pé, à direita: Hawaiian Goose (Branta sandvicensis). No fundo: Greylag Goose (Anser anser).

Fiquei horas observando os solitários Great Crested Grebes (Podiceps cristatus) mergulhando na água em busca de peixes. As garças eram bem menos ativas, a única vez que vi uma em ação foi no zoológico, quando roubou um peixe de um pinguim! Nos lagos também havia muitas espécies da gaivotas, além de Coots (Fulica atra) e Moorhens (Gallinula chloropus).

Podiceps cristatus

Great Crested Greb (Podiceps cristatus)

Ardea cinerea

Grey Heron (Ardea cinerea)

Fulica atra

Coot (Fulica atra)