Quinze novas espécies de aves amazônicas são descritas de uma só vez

Quinze novas espécies de aves amazônicas são descritas de uma só vez

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Um feito como este não é realizado a mais de um século. “Aves são, de longe, o grupo de vertebrados mais bem conhecido, por isso descrever um grande número de espécies de aves não catalogadas nos dias de hoje é algo inesperado” – diz Bret Whitney, ornitólogo da LSU Museum of Natural Science, que coordenou a equipe internacional de pesquisadores responsável pela descoberta tão surpreendente.

Onze das 15 espécies são endêmicas da Amazônia brasileira. Quatro são encontradas tanto no Brasil, quanto na Bolívia e no Peru. São elas:

– Rapazinho-estriado-do-oeste (Nystalus obamai) – em homenagem a Barack Obama
– Arapaçu-barrado-do-xingu (Dendrocolaptes retentus)
– Inambari Woodcreeper (Lepidocolaptes fatimalimae)
– Arapaçu-de-bico-torto (Campylorhamphus gyldenstolpei)
– Arapaçu-do-tapajós (Campylorhamphus cardosoi)
– Choquinha-do-rio-roosevelt (Epinecrophylla dentei)
– Choquinha-do-bambu (Myrmotherula oreni)
– Chorozinho-esperado (Herpsilochmus praedictus)
– Chorozinho-do-aripuanã (Herpsilochmus stotzi)
 Cantador-de-Rondon (Hypocnemis rondoni) – em homenagem a Cândido Rondon
– Poiaeiro-de-chicomendes (Zimmerius chicomendesi) – em homenagem a Chico Mendes
– Acre Tody-Tyrant (Hemitriccus cohnhafti)
– Bico-chato-do-sucunduri (Tolmomyias sucunduri)
– Inambari Gnatcatcher (Polioptila attenboroughi) – em homenagem a Sir David Attenborough
– Cancão-da-campina (Cyanocorax hafferi) – em homenagem a Jurgen Haffer

Este é o fruto do trabalho duro de mais de 30 ornitólogos. Muitos deles são brasileiros, ligados ao Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Manaus), Museu Paraense Emílio Goeldi (Belém) e à Universidade de São Paulo – USP.

A descoberta foi feita em tempo de ser incluída no último volume do famoso Handbook of the Birds of the World. Este volume especial apresenta um total de 84 novas espécies que foram descritas depois do lançamento dos 16 livros da coleção.

Leia mais na Revista Fapesp

Crédito da imagem: www.freedigitalphotos.net