Observando aves em Mindo, Equador

Observando aves em Mindo, Equador

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

 

Mindo é um vilarejo que fica a aproximadamente 100 km de Quito, no Equador. Com trilhas, cachoeiras e boa estrutura hoteleira, Mindo atrai pessoas que gostam de esportes radicais, ecoturismo e observação de aves.

Nós passamos somente um dia lá, saímos de Quito bem cedo e voltamos no final da tarde. O tour dava direito a escolher três atividades em Mindo, estão decidimos fazer uma trilha curta, conhecer um borboletário e observar as aves que visitam os comedouros e bebedouros instalados no Hostal El Jardin del Descanso.

Yellow-throated toucan

Tucán Mandíbula Negra | Yellow-throated Toucan (Ramphastos ambiguus)

Começamos pela trilha para aproveitar o frescor da manhã. Em pouco tempo a temperatura subiu e finalmente experimentamos um pouco de calor tropical no Equador (Quito estava congelante!). A trilha fica no “Santuario de Cascatas y Tarabita de Montaña” onde é possível fazer uma bela caminhada em meio à floresta, passando por uma sequência de cachoeiras. A maior diversão é atravessar o rio Nambillo na tal da tarabita, que é uma cabine suspensa por um cabo, usada para transportar as pessoas de um lado para o outro do vale. Ela é bastante rápida e a altura é empolgante! Lindo demais ver a floresta lá de cima!

Pale-mandibled aracari

Tucancillo Arasari Collarejo | Pale-mandibled Aracari (Pteroglossus torquatus erythropygius)

Nesta trilha vimos muitas aves, a maioria escondida no alto da copa das árvores. Paramos várias vezes para observar bandos mistos de saíras e outras espécies pequenas, mas quem roubou a cena foram os tucanos e araçaris. Encontramos vários!!!

Black phoebe

Febe Guardarríos | Black Phoebe (Sayornis nigricans)

Terminamos a trilha atrasados e meio a contragosto, porque a vontade era ficar ali e não ir mais embora. Mas o tour continuava e nosso guia nos levou até um borboletário,  ou mariposario, como é chamado lá. Antes de entrar eu já estava de olho no jardim externo e parei para fotografar este tiranídeo da foto acima e vários beija-flores e cambacicas que visitavam as flores.

White-necked jacobin

Beija-flor-azul-de-rabo-branco | Colibrí Jacobino Nuquiblanco | White-necked Jacobin (Florisuga mellivora)

Lá dentro encontramos uma infinidade de borboletas e passamos uma meia hora agradável e interessante. Haviam muitos tipos diferentes de crisálidas em exposição: grandes, pequenas, verdes, metálicas, mimetizando folhas…  A experiência mais emocionante foi observar a saída de uma borboleta da crisálida, processo que demorou apenas alguns poucos segundos. Depois ela esticou as asas e esperou bastante até estar pronta para voar.

Mariposario em Mindo, Equador

Exposição de crisálidas no mariposario

Atrasados mais uma vez (coitado do nosso guia), saímos do borboletário rumo ao restaurante onde faríamos uma pausa para o almoço. No caminho o Victor viu uma ave de relance e pedimos para parar o carro. Procura aqui, procura ali e finalmente encontramos: uma juruva-ruiva!

Broad-billed motmot

Juruva-ruiva | Momoto Rufo | Broad-billed Motmot | (Baryphthengus martii)

Depois do almoço seguimos para a última e mais esperada atividade: observar aves nos comedouros do El Jardin del Descanso. A foto abaixo dá uma ideia do lugar, mas não permite ver as aves. Eram dezenas delas, uma loucura!

El Descanso, Mindo, Equador

El Jardin del Descanso

Vídeo: Victor Skabe

A primeira espécie que chamou minha atenção foi esta da foto abaixo, o Tangara Lomilimón. O amarelo das penas dos machos é vibrante! Era a espécie predominante nos comedouros.

Flame-rumped tanager

Tangara Lomilimón | Flame-rumped Tanager (Ramphocelus flammigerus)

Depois parei para escutar o zum-zum-zum das dezenas de beija-flores que visitavam os bebedouros. Ao todo consegui identificar sete espécies, mas é bem possível que haviam mais. Dezoito espécies de beija-flores já foram registradas lá. Os mais comuns eram esses três das fotos abaixo, além do beija-flor-marrom (Colibri delphinae, que ilustra a capa do post e era o mais briguento).

Rufous-tailed hummingbird

Colibrí Amazilia Colirrufa | Rufous-tailed Hummingbird (Amazilia tzacatl)

Crowned woodnymph

Colibrí Ninfa Coroniverde | Crowned Woodnymph (Thalurania colombica)

Andean emerald

Colibrí Amazilia Andina | Andean Emerald (Amazilia franciae)

Ficamos umas duas horas ali, completamente absortos pela movimentação constante das aves. Foi uma experiência semelhante a que se tem em lugares como a trilha dos tucanos (em Tapiraí, SP) ou a Pousada da Fazenda (Monte Alegre do Sul, SP). A diferença é que em Mindo a maioria das espécies eram novidades para mim. Na verdade muitas destas aves podem ser encontradas no Brasil, mas não na região Sudeste, onde moro.

Sem mais palavras pra descrever a experiência, vou deixar as fotos falarem por si só.

Golden-olive woodpecker

Pica-pau-oliváceo | Carpintero Olividorado | Golden-olive Woodpecker (Colaptes rubiginosus)

Ecuadorian thrush

Mirlo Ecuatoriano | Ecuadorian Thrush (Turdus maculirostris)

Buff-throated saltator

Tempera-viola | Saltador Golianteado | Buff-throated Saltator (Saltator maximus)

Blue-gray tanager

Sanhaço-da-amazônia | Tangara Azuleja | Blue-gray Tanager (Tangara episcopus)

Palm tanager

Sanhaço-do-coqueiro | Tangara Palmera | PalmTanager (Tangara palmarum)

White-lined tanager

Pipira-preta | Tangara Filiblanca | White-lined Tanager (Tachyphonus rufus) – fêmea

Red-faced spinetail

Colaespina Carirroja | Red-faced Spinetail (Cranioleuca erythrops)

Thick-billed euphonia

Gaturamo-de-bico-grosso | Tangara Eufonia Piquigruesa | Thick-billed Euphonia (Euphonia laniirostris) – macho

Ao todo registrei 18 espécies de aves em El Jardin del Descanso. Tem mais algumas fotos lá na lista do eBird.

Depois de um dia tão agradável e cheio de lifers em Mindo, nosso guia teve a difícil tarefa de nos convencer a ir embora e voltar para Quito. O único consolo era saber que em 48 horas estaríamos finalmente em nosso destino final: Galápagos!