Livro: O menino e o tuim

Livro: O menino e o tuim

Muita gente me falou deste livro. A maioria disse que leu quando criança e que marcou bastante. Apesar do autor famoso, eu nunca tinha ouvido falar. E confesso que não criei grandes expectativas. Imaginava uma historinha bobinha, sobre uma ave engaiolada que, na falta de coisa melhor para fazer, se tornaria a melhor amiga de um menino triste e solitário. Ah, e é claro que todos acabariam felizes para sempre.

Que nada! A história é super realista. Nem um pouco parecida com os livros infantis que já li. Me pergunto qual é a reação dos pequenos quando descobrem o final. Principalmente daqueles com complexo de Felícia…

O conto foi publicado pela primeira vez décadas atrás, com o título “Triste história de tuim”. E continua super atual. Aliás, as pessoas que vivem nas cidades continuam sem saber o que é um tuim. No livro, o filhote havia sido encontrado em um ninho de joão-de-barro. E não é que tem várias resenhas por aí explicando que o menino adotou um filhote de joão-de-barro e deu o nome de “Tuim” pra ele?

Só que tuim não tem nada a ver com joão-de-barro. Ele parece um periquito, mas tem a cauda bem curtinha. Por ser muito pequeno, muita gente pensa que o tuim é um filhote de periquito. Inteirinho verde, a única diferença entre o macho e a fêmea é que o macho tem uma mancha azul na asa. Se alimentam de frutas e sementes. Andam em casais ou em bandos. O ninho é feito em ocos de árvores, cupinzeiros e em ninhos abandonados de joão-de-barro ou pica-pau. São encontrados em grande parte do Brasil, com exceção do Rio Grande do Sul e da região Norte.

“O menino e o tuim” é um conto tão curtinho que daqui a pouco esta resenha fica maior que ele. Rubem Braga traduziu em poucas palavras a relação entre crianças e seus bichinhos de estimação, de forma simples e sincera. Me surpreendeu.

 


Sobre o livro:
o menino e o tuimO menino e o tuim
Autor: BRAGA, Rubem
Editora: Galerinha Record
Ano: 2013